Chatbots direcionados respondem aos desafios de várias indústrias

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Projetos customizados de chatbots são a melhor alternativa para os negócios que buscam combinar eficiência no diálogo com os clientes e aderência às particularidades do seu portfólio de produtos e serviços.

Eles também representam o próximo passo às empresas que já adotam bots genéricos para atender o público na internet, mas ainda não conseguiram atingir um nível de personalização capaz de proporcionar uma experiência realmente produtiva a quem precisa recorrer a essa ferramenta para solucionar dúvidas – o que, muitas vezes, acaba forçando o retorno ao atendimento humano via telefone ou e-mail.

Outra grande vantagem dos chatbots customizados é a garantia de que o planejamento e o desenvolvimento da ferramenta aconteçam totalmente de acordo com as necessidades do seu negócio. Eles têm foco direcionado para indústrias específicas e, de quebra, podem se integrar a sistemas já adotados, como ERPs e CRMs.

Tudo isso tem um objetivo claro: atender com qualidade à demanda de áreas tão diversas quanto e-commerce, mercado financeiro e saúde. Desta forma é possível não só responder às dúvidas mais frequentes dos clientes, como ainda garantir a rápida adaptação a novos questionamentos que sempre vão surgir – um exemplo prático do que o mercado chama de machine learning (ou “aprendizado da máquina”).

O direcionamento eleva a utilização dos bots inteligentes para outro patamar e ainda permite que eles explorem um mundo de possibilidades que não conhece limites.  Confira abaixo quatro segmentos que já tiram grande proveito da personalização dos chatbots, proporcionando experiências marcantes e customizadas para os clientes.

Streaming de vídeos

Indo muito além do atendimento ao cliente, a Netflix utilizou o chatbot para uma ação diferenciada. Com o lançamento da série “Dilema”, no primeiro semestre de 2019, o serviço de streamining mais popular do mundo, com mais de 100 milhões de assinantes, criou números de WhatsApp para o público dialogar diretamente com os personagens da ficção.

E qual foi o resultado? Os fãs se sentiram verdadeiramente engajados ao imergir em interações muito fiéis ao contexto, ao roteiro e aos perfis de cada integrante do elenco, com direito até a prints dessas conversas postados nas redes sociais. Uma experiência marcante que todos os negócios buscam proporcionar com os bots inteligentes.

Mercado financeiro

Tradicionalmente os bancos estão entre os segmentos que registram maior volume de queixas dos consumidores. Mas o chatbot tem ganhado muita força como facilitador desse atendimento em praticamente todas as instituições financeiras do país. Eles eliminam barreiras burocráticas e a tal musiquinha de espera que tanto simbolizava a falta de eficácia do atendimento tradicional – que, muitas vezes, se tornou incapaz de atender às necessidades básicas de clientes que preferem recorrer aos meios digitais.

Nos bancos, além de consultas de saldo e extrato, os bots inteligentes também dão dicas de aplicações financeiras de acordo com o retorno e o perfil de cada investidor, além de informar taxas de juros e câmbio – tudo como se o cliente tivesse à disposição um consultor financeiro automatizado. Com isso, o atendimento humano fica dedicado apenas a solucionar temas mais complexos, o que é fundamental para que as instituições financeiras otimizem toda a área de relacionamento com o cliente.

Noticiário

Para saber as últimas novidades da cobertura jornalística ou acompanhar os acontecimentos da sua liga esportiva favorita, os chatbots já são uma opção além de jornais, revistas, portais e outros meios tradicionais.

No Facebook Messenger, um dos bots mais populares nos EUA para acompanhar o noticiário é da CNN. Ele interage com internautas para compartilhar notícias. As opções variam entre escolhas do editor, últimas notícias, novidades do dia e tópicos como política, mundo e tecnologia.

O Messenger também conta com um chatbot para quem não quer perder nenhuma jogada do calendário esportivo. O theScore permite que os usuários acompanhem eventos de várias modalidades, além de seguir as novidades do seu time e das ligas que mais gosta, além de resultados em tempo real. Qualquer fã de esportes pode conversar com a plataforma pelo computador, celular e outros dispositivos conectados.

Saúde

Os assistentes virtuais já facilitam a conexão dos pacientes com operadoras de saúde, hospitais, clínicas e laboratórios. Mas empresas e equipes especializadas em inteligência artificial têm desenvolvido ferramentas inovadoras e sofisticadas que transmitem ainda mais segurança e credibilidade para os pacientes.

Os chatbots já são capazes de analisar dados e históricos dos pacientes que buscam tirar dúvidas médicas básicas via celular, computador ou mesmo nas redes sociais. A inteligência de dados ainda ajuda na triagem dos pacientes ao determinar a prioridade do atendimento hospitalar ainda no primeiro contato, separando os casos urgentes dos demais. Tudo por meio de análises preditivas que podem utilizar a integração com os prontuários dos pacientes, o que auxilia a ação imediata das equipes assistenciais.

Nos EUA, chatbots como Health Tap e Florence dão dicas de cuidados básicos a partir do relato dos sintomas. Também ajudam o paciente a lembrar de tomar seus remédios e conferir o estado de saúde, além de indicar um médico quando for recomendável. Aqui no Brasil, são diversos os exemplos de hospitais e operadoras de saúde que também já contam com bots inteligentes. Ah, nunca é demais reforçar: sempre procure um hospital em caso de urgências médicas.

Gostou das nossas dicas? A New Way é a solução digital que pode melhor te atender. Entre em contato e conheça nossos serviços.

Newsletter
Receba novidades!